Pensei que o sentimento já não era o mesmo, e não é.

Parece que o sentimento é maior do que era, ultimamente tenho-me perguntado porque voltaste?
Sinceramente não percebo, parece que adivinhaste a altura certa para voltares, agora que tinha escolhido outro caminho para a minha felicidade.

Pedes-me para eu confiar em ti, mas eu nunca desconfiei de ti, pedes-me para olhar-te nos olhos mas eu nunca consegui.
Estou baralhado, não sei se devo ou não falar contigo, se devo voltar a arriscar em ter a tua amizade, sabes porquê?

Porque já chorei quando devia ter sorrido e sorri quando devia ter chorado.
Sei que não vais ler este pequeno texto mas se por ventura o leres espero que percebas o motivo de não falarmos, resta-me agradecer tudo o que fizeste por mim.

Marco Machado