Um amor perfeito não é só mensagens bonitas, cheias de corações, não é tratar por amorzinho, nem dizer amo-te só por dizer, nem dar prendas porque se deve dar. Um amor perfeito é quando temos alguém ao nosso lado, nos bons e nos maus momentos, é quando existe uma zanga e de seguida já está tudo bem, pois um sem o outro não é ninguém. Um amor perfeito é quando a outra pessoa faz parte de nós e que sem ela, “morremos”. Um amor perfeito é quando a pessoa demonstra o amor que sente, através de pequenos gestos.

No amor perfeito faz falta um pouco de tudo, mensagens bonitas, mensagens carinhosas, dizer todos os dias bom dia e boa noite e dizer que a ama muito e que ela faz falta na sua vida. Não é pedir muito por um amor perfeito, afinal de contas não existe amor perfeito no mundo? Claro que existe, em qualquer parte do mundo, existe amor, alguns dos quais não foram tarefa fácil e outros menos difíceis. Não existe nada fácil no mundo, ou se existe, é algo pouco duradouro.

Por vezes vivemos numa alucinação de um amor perfeito em que de repente quando menos esperamos, tudo termina, se era amor verdadeiro ambas pessoas desse relacionamento vão chorar e vão lutar para que tudo volte ao que era dantes, depois deste passo não haverá nada, nem ninguém que consiga terminar este amor. Se isto aconteceu e uma das pessoas não chorou, é porque o amor não era verdadeiro, por isso não lutes mais, não chores mais e nunca te arrependas de algo que fizeste com essa pessoa e nunca penses que porque aconteceu uma vez e deu mal que agora com outro alguém, vai ser igual, não trates o novo alguém de maneira diferente, trata-o como achas que deves tratar e lembra-te que tudo pode tornar-se perfeito.

Marco Machado